Home / Sem Categoria / TRE/MS apresenta balanço do eleitorado e trata sobre cadastramento biométrico em Douradina

TRE/MS apresenta balanço do eleitorado e trata sobre cadastramento biométrico em Douradina

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS) realizou uma reunião em Douradina na última sexta-feira (15) para apresentar o balanço atualizado da revisão do eleitorado do Município, bem como tratar sobre o cadastramento biométrico que será feito em Douradina nos primeiros meses do próximo ano, sendo do dia 05 de fevereiro ao dia 19 de março.

A reunião da última semana foi realizada no gabinete do prefeito Jean Sérgio e contou com a presença do diretor do TRE/MS, Hardy Waldschmidt, do responsável pela biometria Eduardo Nagata, da chefe do cartório eleitoral em Dourados, Valéria Paixão, servidores do TRE e membros do Poder Legislativo de Douradina.

Conforme os dados apresentados na reunião, 85,77% (3491 pessoas) do eleitorado de Douradina ainda não realizou o cadastramento biométrico. De seus eleitores, apenas 14,23% (579 pessoas) já passaram pelo processo. Os representantes do TRE/MS também lembraram que o cadastramento biométrico é obrigatório, sob pena de cancelamento do título de eleitor.

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul estará com um posto de atendimento em Douradina do dia 05 de fevereiro a 19 de março para realização do processo de revisão eleitoral e cadastramento biométrico dos eleitores. A equipe também estará fazendo transferência, bem como emissão de novos títulos.

Além de atualizar as informações de sua inscrição no Cadastro Eleitoral, o eleitor também será fotografado e terá as impressões digitais colhidas. Esse material será incluído no banco de dados da Justiça Eleitoral e auxiliará a coibir possíveis fraudes, como uma mesma pessoa possuir diversos títulos simultaneamente ou um eleitor tentar se passar por outro na hora da votação.

O prazo para se recadastrar varia de cidade a cidade, conforme cronograma estabelecido pelo respectivo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Se não atender à convocação no prazo estabelecido pelo TRE, o eleitor deverá procurar o cartório eleitoral o quanto antes para regularizar sua situação. Caso contrário, poderá ter seu título eleitoral cancelado, ficando sujeito a alguns impedimentos, entre eles o de obter passaporte e carteira de identidade ou o de inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública.

Para realização do cadastramento biométrico, os eleitores deverão portar um documento oficial de identificação com foto e comprovante de residência atualizado. Homens maiores de 18 anos, que irão tirar o título pela primeira vez, também devem levar o comprovante de quitação militar.

A previsão da Justiça Eleitoral para esta fase do recadastramento biométrico é de que mais de 17 milhões de eleitores passem a ser identificados pela biometria na hora de votar.

Biometria

A biometria é uma tecnologia que dará ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. O leitor biométrico acoplado à urna eletrônica deve confirmar a identidade de cada eleitor, comparando o dado fornecido (impressões digitais) com todo o banco de dados disponível. A medida torna praticamente inviável a tentativa de fraude na identificação do votante, uma vez que cada pessoa tem impressões digitais únicas.

Sobre Flávio Narcizo

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura Municipal de Douradina

Verificar também

Cadastramento biométrico obrigatório começa nesta quarta-feira em Douradina

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) inicia nesta quarta-feira (05) e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *